Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Aracaju > Fórum de logística reversa reúne estudantes, professores e gestores públicos
Início do conteúdo da página
Saneamento Ambiental

Fórum de logística reversa reúne estudantes, professores e gestores públicos

Escrito por MARINEIDE BONFIM BASTOS | Criado: Terça, 07 de Fevereiro de 2017, 17h24 | Publicado: Terça, 07 de Fevereiro de 2017, 17h24 | Última atualização em Quarta, 08 de Fevereiro de 2017, 10h05

O debate iniciou às 8h e se estendeu até o final da manhã desta terça-feira

DSC 0059 b 800x600Gestores e representantes de órgãos ambientais e sanitários do estado e de municípios sergipanos, estudantes, professores e especialistas estiveram reunidos na manhã desta terça-feira, dia 07 de fevereiro, no Auditório do Sebrae, localizado na avenida Tancredo Neves, bairro América, discutindo a implantação do sistema de logística reversa, possibilitando a análise da situação atual no país e sugestões de propostas.

O fórum A Logística Reversa no Brasil: Cenário Atual se constitui em evento da disciplina Tópicos Especiais em Saneamento II, organizado pelos estudantes do 5º período do curso superior de Tecnologia em Saneamento Ambiental do Instituto Federal de Sergipe, campus Aracaju, sob a coordenação da professora doutora Kelma Nobre Vitorino. O debate foi aberto às 8h da manhã pelo diretor geral do Campus Aracaju, professor Elber Gama, e as discussões se estenderam até o final da manhã.

O secretário do Meio Ambiente do município de Aracaju, Augusto César de Mendonça Viana; a técnica da Superintendência de Qualidade AmbienDSC 0070 b 800x600tal da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Luciana Helena Kummer D’Oliveira de Vasconcelos; o promotor de Justiça e diretor do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente e Urbanismo do Ministério Público Federal de Sergipe, Carlos Henrique Siqueira Ribeiro; o gerente da Unidade de Atendimento Coletivo –Indústria do Sebrae, José Leite Prado Filho e o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Sergipe, professor Manoel Messias Vasconcelos, participaram das discussões em torno da logística reversa.

Durante o debate, foram verificados o andamento dos acordos setoriais e sua implantação no Brasil, observando as responsabilidades da União e da cadeia produtiva e considerando a necessidade da população descartar adequadamente os resíduos especiais (eletroeletrônicos e seus componentes, medicamentos, pilhas, baterias, lâmpadas fluorescentes, embalagens de agrotóxicos, pneus inservíveis), objetivando a logística reversa.

Atualmente, estão em vigor os acordos setoriais de embalagens plásticas de óleos lubrificantes, lâmpadas fluorescentes de vapor de sódio e mercúrio e de luz mista e de embalagens em geral. Estão em discussão os acordos setoriais de resíduos eletroeletrônicos e seus componentes e de medicamentos.

Painéis geram debates

DSC 0102 b 800x600No primeiro painel do fórum, a aluna Soanne Hemylle de Jesus Santos, graduanda em tecnologia em Saneamento Ambiental e pesquisadora do grupo de pesquisa em Resíduos Sólidos do Instituto Federal de Sergipe, campus Aracaju, abordou o acordo setorial de lâmpadas fluorescentes, tendo como moderadora a professora Kelma Vitorino, que é diretora da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, Seção Sergipe, e membro do comitê da bacia hidrográfica do Rio Sergipe e do Conselho Municipal de Meio Ambiente.

Já o aluno Lázaro Sandro de Jesus, também graduando em tecnologia em Saneamento Ambiental e pesquisador do grupo de pesquisa de Resíduos Sólidos do IFS, debateu, no segundo painel, o acordo setorial de embalagens em geral, e teve como moderador o professor mestre e doutor em Engenharia Química pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), Roberto Rodrigues de Souza, líder do grupo de pesquisa em Biotecnologia e Meio Ambiente da Universidade Federal de Sergipe.

DSC 0069 b 800x600No terceiro painel, a professora mestre Ismeralda Maria Castelo Branco do Nascimento Barreto, com atuação nas ações de fiscalização e licenciamento dos resíduos sólidos da Administração Estadual de Meio Ambiente (Adema), tratou da avaliação dos sistemas de logística reversa de pneus, pilhas e baterias, e a moderadora foi a graduanda em Saneamento Ambiental, e pesquisadora do grupo de pesquisa de Resíduos Sólidos, Nayara Souto dos Santos Oliveira.

O último painel apresentado pelo diretor do Laboratório Nacional de Metrologia e diretor da Eco Ti logística reversa de eletroeletrônicos e Rede gestão estratégica de resíduos eletroeletrônicos (Geree), Renato Bastos de Souza Filho  e pelo gerente de Vigilância em Saúde Ambiental, da Diretoria Estadual de Vigilância Santária, Alexsandro Xavier Bueno, debateu os entraves de acordos setoriais em discussão: Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos (REEE) e Medicamentos, respectivamente. O moderador desse painel foi o promotor de Justiça, Carlos Henrique Siqueira Ribeiro.

De acordo com os organizadores, o debate foi positivo e contribuirá para a implantação do sistema de logística reversa conforme previsto na Lei Federal 12.305/2010. “Pretende-se, dessa forma, verificar e propor alternativas de descarte e coleta de resíduos sujeitos à logística reversa nos municípios sergipanos”, afirma a professora Kelma Vitorino.

 

*Fotos: Luiz Eduardo Carvalho/Ascom

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página