Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Lagarto > Servidores do campus Lagarto lançam livros em Editora do IFS
Início do conteúdo da página

Servidores do campus Lagarto lançam livros em Editora do IFS

Criado: Terça, 10 de Janeiro de 2017, 15h14 | Publicado: Quinta, 18 de Dezembro de 2014, 14h27 | Última atualização em Terça, 10 de Janeiro de 2017, 15h14

22.12.14 Servidores do campus Lagarto lançam livros em Editora do IFSEm prestigiada solenidade no Museu da Gente Sergipana, o Instituto Federal de Sergipe (IFS) inaugurou na noite da última quarta, dia 17, a Editora IFS (EdIFS) e as dez primeiras obras que passaram a integrar seu acervo. Na ocasião, professores e técnicos administrativos do campus Lagarto lançaram seus livros no evento contou com a participação de demais professores, técnicos administrativos, alunos, pesquisadores, autoridades, jornalistas e profissionais liberais das mais diversas áreas e superou as expectativas em termos de público.


O ato solene foi aberto oficialmente pelo reitor Ailton Ribeiro de Oliveira, que expressou sua satisfação em entregar à sociedade sergipana um patrimônio que irá contribuir para consolidar a produção científica e tecnológica e oferecer a docentes, pesquisadores e escritores a oportunidade de materializar seu trabalho intelectual. "É com grande entusiasmo que o instituto inaugura sua própria editora. Tenho imenso orgulho em participar desse momento histórico, em que será possível imortalizar a produção acadêmica do IFS", ressaltou.

Responsável pela coordenação do processo de implementação da EdIFS, a pró-reitora de Pesquisa e Extensão, Ruth Sales Gama de Andrade, fez um discurso emocionado em defesa da educação. "Quero dizer da minha alegria de trabalhar no instituto, uma instituição na qual me formei. Com a editora, o IFS completa sua missão de ser uma instituição à serviço do ensino, da pesquisa, da extensão e da inovação na busca da transformação social", declarou.


Campus Lagarto


Das dez publicações que marcaram o lançamento da editora, quatro têm como autores ou co-autores servidores do campus Lagarto. Entre elas está o livro 'Assistência Estudantil no IFS', da assistente social do campus, Ana Paula Nascimento, e de Joseane Soares Santos. "Este é um grande momento para nós, servidores, que podemos agora compartilhar nossos conhecimentos", ressaltou.

Por sua vez, o professor José Espínola Júnior publicou, juntamente com José Maurício Gurgel, o livro 'Refrigeração através da utilização de rejeitos térmicos. "O lançamento de uma obra é, na carreira acadêmica, consolidação do trabalho de uma vida dedicada à pesquisa e à academia", explicou o professor.

A professora Elza Ferreira organizou, juntamente com Daniele Almeida e Gilvan Costa, a obra 'Atravessando línguas e linguagens'. "Pode-se dizer que o IFS era um antes do lançamento de sua editora e outro agora porque, a partir deste momento, ele consegue atingir uma de suas grandes missões: compartilhar conhecimentos e tecnologias", comemora a professora.


Programação cultural

A solenidade contou com a apresentação do coral CantIFS, regido pelos professores Zéq Oliver e Gisane Monteiro e do servidor e músico Daniel Freire (teclado), além da exibição de um documentário com o depoimento do presidente da Academia Sergipana de Letras, José Anderson Nascimento, e dos autores das dez primeiras obras publicadas pela editora.

Na área externa ao auditório do Museu da Gente Sergipana, onde ocorreu a sessão de autógrafos, a programação cultural incluiu ainda a performance do artista Estevão Andrantos, que envolveu canto, dança e teatro, e o show do grupo musical do Ministério Público de Sergipe, com o espetáculo 'Celebrando 100 anos de Dorival Caymmi".

Reconhecimento

A inauguração da EdIFS mobilizou diversos setores da sociedade sergipana e obteve o reconhecimento do público presente. Para a assistente social Jaqueline Oliveira, o lançamento da editora significa um passo importante para o fortalecimento da construção do saber em Sergipe. "Considero essa iniciativa de suma importância. Nosso estado ainda é incipiente de projetos que contribuam para divulgar a produção acadêmica", afirmou.

Segundo o assistente de administração do IFS, Matheus Vasconcelos, com mais essa iniciativa o instituto reforça o seu papel de indutor do conhecimento científico, técnico e tecnológico. "A editora irá proporcionar a divulgação dos trabalhos de técnicos e docentes e incentivar que pesquisadores tenham suas obras publicadas e reconhecidas", salientou.

O professor Jaime José da Silveira Barros Neto, um dos organizadores da obra 'Sementes Estudos Tecnológicos', expressou toda sua satisfação em integrar os autores pioneiros a publicar na editora. "A EdIFS é um marco para o instituto, na medida em que proporciona a seus professores e pesquisadores a oportunidade de divulgar suas obras e seus trabalhos nas áreas de tecnologia e inovação".

A professora Elza Ferreira, que figurou entre os organizadores da obra 'Atravessando línguas e linguagens', não conseguiu esconder a emoção em poder presenciar a concretização de um sonho acalentado durante anos pelos servidores do IFS. "Esse é um momento histórico. Com a editora IFS, pesquisadores e professores terão a possibilidade de ter suas obras disponíveis para pesquisa e consulta em todo o país", comemorou.

Presenças

Prestigiaram a solenidade o chefe geral da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) – unidade Tabuleiros Costeiros, Manoel Moacir Costa Macedo, o deputado João Daniel, o diretor de Marketing da Universidade Tiradentes (Unit), Marcus Aquenaton, a diretora de Pesquisa e Extensão da Unit, Simone Amorim, o sub-defensor Geral do Estado, Raimundo Veiga, a presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Japaratuba, Rosa Cecília.

Também participaram do ato solene o superintendente do Instituto Euvaldo Lodi, Rodrigo Rocha Lima, a gerente da Geap, Cristiane Carvalho, o diretor do Sindicato dos Técnicos Industriais de Nível Médio de Sergipe (Sintec), Jonas Silvino, o representante dos alunos no Conselho Superior do IFS, Daniel Ribeiro Costa, o representante dos alunos do Campus Lagarto, Alberto Oliveira Santos, e o professor da Universidade Federal de Sergipe (UFS), João Sampaio D'ávila.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página