Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Lagarto > Campus Lagarto debate desenvolvimento de softwares e empreendedorismo
Início do conteúdo da página
SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Campus Lagarto debate desenvolvimento de softwares e empreendedorismo

Escrito por CESAR DE OLIVEIRA SANTOS | Criado: Quinta, 05 de Abril de 2018, 21h30 | Publicado: Quinta, 05 de Abril de 2018, 21h30

IFS Dev Conf Seleção 1Ocorrido nas noites de 03 e 04 de abril, o IFS Dev Conf, como foi denominado o evento, lotou o auditório da instituição

De um lado, um auditório lotado de estudantes sedentos por saber como aliar o conhecimento técnico de suas respectivas áreas com o mundo dos negócios; do outro, diversas palestras com exemplos de empreendedores jovens (alguns recém-saídos da universidade, outros ainda nela). Essa é uma síntese do cenário que movimentou o auditório do IFS – Campus Lagarto nas noites de 03 e 04 de abril.

Organizado por alunos do bacharelado em Sistemas de Informação, o IFS Dev Conf, como foi denominado o encontro, teve o objetivo de promover para estudantes e futuros empresários da área de computação um evento com palestras que transitassem entre o conhecimento acadêmico e os desafios da atuação do profissional de tecnologia da informação como empreendedor. Nesse sentido, palestraram alunos do IFS e da Universidade Federal de Sergipe (UFS) que atuam como desenvolvedores de softwares aplicáveis a várias situações da vida cotidiana.IFS Dev Conf Seleção 3

A busca por soluções inteligentes para diversos problemas foi o fio condutor que uniu todas as falas. A propósito, a última delas, proferida pelo professor Gilton Ferreira, do Departamento de Computação da UFS, tratou de forma macro daquilo que cada uma das anteriores acabou abordando: as cidades inteligentes. O conceito de cidade inteligente pressupõe o uso das tecnologias da informação e comunicação (TIC) na busca pela superação dos problemas advindos da criação dos centros urbanos. Para Gilton Ferreira, uma cidade inteligente não é necessariamente uma cidade dependente da tecnologia, mas sim sustentável, até porque “os indivíduos que não são familiarizados com recursos tecnológicos também podem ajudar para o bom andamento dela, como, por exemplo, na identificação de um problema a ser resolvido”, frisou o professor.

IFS Dev Conf Seleção 4O aluno Kaique Castro, que cursa o 3º ano do curso técnico integrado em Redes, afirmou que se surpreendeu principalmente com a diversidade de assuntos que o evento abordou, pois, embora tenha sido organizado por estudantes da área de tecnologia da informação, ele não se limitou a essa área. “Em comparação com outros eventos de que já participei no IFS, o Dev Conf pôde trazer pessoas que possuem muita bagagem profissional. Ele trouxe desde estudantes universitários que sabem o que é você passar por desafios acadêmicos até profissionais consolidados em suas carreiras para poderem passar suas experiências. Espero que futuramente novas edições venham a acontecer”, frisou o discente.

O professor Francisco Rodrigues, que coordenou os trabalhos da comissão organizadora composta por alunos, confessou ter se IFS Dev Conf Seleção 7surpreendido com a repercussão que o evento ganhou. “Apesar da ansiedade, tivemos um retorno muito gratificante. Em nosso planejamento, colocamos como desafio superar o público do último evento organizado pela coordenadoria do curso, que foi de 150 inscritos, e após quatro meses de intenso trabalho conseguimos fechar o primeiro dia com mais de 300 inscrições e com a presença de alunos de outros campi, como o de Aracaju e Tobias Barreto. Parabenizo os dezessete alunos da comissão, que conseguiram amadurecer enquanto superavam as dificuldades e fazer da semente plantada uma bonita árvore”, concluiu, com a sensação de dever cumprido, o docente.

Fim do conteúdo da página