Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Lagarto > Visita a comunidade indígena promove reflexão sobre cidadania e valores culturais
Início do conteúdo da página
COMUNIDADES TRADICIONAIS

Visita a comunidade indígena promove reflexão sobre cidadania e valores culturais

Escrito por CESAR DE OLIVEIRA SANTOS | Criado: Segunda, 23 de Abril de 2018, 21h57 | Publicado: Segunda, 23 de Abril de 2018, 21h57

Seleção 1No Dia do Índio, alunos dos cursos de Física e Sistemas de Informação do Campus Lagarto foram a Porto da Folha conhecer a comunidade tradicional Xokó

Foram mais de 160 km. Uma viagem um tanto cansativa, mas bastante compensatória, de acordo com Claudeny Avelino, aluno do bacharelado em Sistemas de Informação do IFS – Campus Lagarto. Para a maior parte dos discentes, foi a primeira experiência, o primeiro contato, com aquele tipo de comunidade, motivo pelo qual o dia 19 de abril de 2018 ficará marcado em suas biografias enquanto estudantes, enquanto profissionais, enquanto pessoas. Trata-se da visita técnica feita por alunos do Campus Lagarto à comunidade indígena Xokó, localizada na Ilha de São Pedro, em Porto da Folha, no sertão sergipano. A visita foi coordenada pelas professoras Ana Júlia Chaves, Alessandra Monteiro e pela assistente de alunos Claudiana dos Santos, como atividade das disciplinas Educação e Diversidade, Educação e Cidadania e Política e Gestão Educacional, ministradas para alunos dos cursos de Física e de Sistemas de Informação.

Seleção 4O grupo foi recepcionado pela esposa do cacique da comunidade, Danielle, a qual apresentou o modo de vida de todos ali e abriu um espaço de diálogo entre os visitantes e o líder da tribo. A chegada e habitação daquela região, há quase 40 anos, as leis que regem a convivência entre eles, o processo educativo das crianças, tudo isso foi matéria de conversa entre alunos e servidores de um lado e o cacique do outro. O diálogo com comunidades tradicionais como essa é, na verdade, um diálogo como nossa história, é uma forma de conhecermos mais de nós mesmos, de nossa formação. Para Claudiana dos Santos, “atividades desse nível são indispensáveis para a plena formação dos discentes, enquanto espaço para aguçarmos o valor da cultura indígena e, com isso, mobilizarmos uma série de conhecimentos que corroboram para a formação sócio-histórica dos alunos do Campus Lagarto”, ressalta a servidora.

Seleção 3Durante a visita, foi possível notar, por exemplo, como aspectos que não são originalmente da cultura indígena podem ser agregados a ela para garantir sua existência em harmonia com o meio e com os demais povos. É o caso de uma unidade do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) existente na comunidade, o que atesta a presença do estado em um ambiente no qual, em um primeiro momento, ele pode parecer estranho, mas onde atualmente ele é essencial para a construção de uma cidadania plena. Para o aluno Claudeny Avelino, esse perfil de visita técnica é essencial para alunos de cursos voltados para o setor tecnológico, pois “muitas vezes esquecemos que por trás das máquinas estão seres humanos e que em cada ser humano existe uma história”, finaliza o discente.

Fim do conteúdo da página