Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Lagarto > Projeto recruta alunas da rede municipal de ensino para iniciação à computação
Início do conteúdo da página
EMPODERAMENTO

Projeto recruta alunas da rede municipal de ensino para iniciação à computação

Escrito por CESAR DE OLIVEIRA SANTOS | Publicado: Segunda, 27 de Agosto de 2018, 11h43

Meninas Digitais 1Coordenado por professoras do Campus Lagarto, o projeto Meninas Digitais busca difundir as contribuições de mulheres na área da computação e incentivar o acesso do público feminino a esse campo do saber

Se um dia a presença de mulheres na área da computação já foi maior que a de homens – devido ao desempenho de tarefas associadas à função de secretária –, hoje essa realidade mudou. Segundo a pesquisadora Andreia Malucelli, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP) apontam que as mulheres representam apenas 15% dos alunos matriculados em cursos de tecnologia no Brasil. Foram estatísticas como essas que motivaram as professoras Jislane Menezes e Cristiane Oliveira, da coordenadoria de Sistemas de Informação do IFS - Campus Lagarto, a trazerem para o instituto um projeto de extensão que atrela questões de gênero à área da computação. O Meninas Digitais, como é denominado o projeto, trata-se, na verdade, de uma espécie de ramificação do programa homônimo da Sociedade Brasileira de Computação, o qual busca difundir as contribuições femininas na área de tecnologia da informação e estimular o acesso desse público ao universo da computação.

Meninas Digitais 2A primeira atividade do projeto ocorreu no último dia 15 de agosto, no colégio municipal Frei Cristóvão de Santo Hilário, localizado em Lagarto. Segundo a professora Cristiane, o Meninas Digitais selecionará estudantes matriculadas no ensino fundamental para receberem cursos da área de computação, desde informática básica até programação, os quais serão ministrados por bolsistas do projeto. "As estudantes da escola Frei Cristóvão que selecionamos já tiveram a oportunidade de participar da oficina que ministramos dentro da Erbase, evento que ocorreu de 22 a 24 de agosto em Aracaju. A ideia agora é incluir outra escola e buscar uma parceria com o município na viabilização do transporte, para que possamos dar os cursos nos laboratórios do IFS, já que, por possuírem uma capacidade maior, eles propiciam que mais alunas sejam contempladas", explicou a docente.

No encontro do dia 15, as adolescentes da escola municipal tiveram uma apresentação do conteúdo programático do projeto e assistiram a uma palestra sobre a participação das mulheres nas ciências exatas, além de relatos de alunas e ex-alunas do Campus Lagarto que atuam nas respectivas áreas de formação. Para Ana Carla, estudante do bacharelado em Sistemas de Informação e bolsista do projeto, "o Meninas Digitais é de extrema importância, tendo em vista que a maioria dos estudantes na área hoje é do público masculino, além da recorrente desvalorização da mulher nesse meio, o que só pode ser mudado com o aumento da presença feminina", enfatizou a discente.

registrado em: ,
Assunto(s): Mulheres , computação
Fim do conteúdo da página