Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Socorro > NAPNE do Campus Socorro recebe visita de intérprete da CIL
Início do conteúdo da página
INCLUSÃO SOCIAL

NAPNE do Campus Socorro recebe visita de intérprete da CIL

Criado: Segunda, 23 de Abril de 2018, 13h15 | Publicado: Segunda, 23 de Abril de 2018, 13h15 | Última atualização em Segunda, 23 de Abril de 2018, 13h22

A inclusão social é um conceito que vem sendo colocado em prática no Instituto Federal de Sergipe (IFS).

NAPNE libras 800 600A inclusão social é um conceito que vem sendo colocado em prática no Instituto Federal de Sergipe (IFS), através de ações afirmativas para garantir o direito à igualdade de oportunidades no acesso à educação técnica, pública e de qualidade por parte de estudantes que apresentam algum tipo de deficiência, ou com altas habilidades e transtornos globais. Uma importante ação nesse sentido é a existência, em cada um dos seus campi, do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE), destinado a criar uma cultura do respeito às diferenças, através da convivência harmônica entre estudantes, servidores e comunidade local. Os desafios para as pessoas com alguma deficiência são diários e servem como reflexão para a sociedade, já que qualquer pessoa poderá, em algum momento da vida, necessitar de cuidados especiais.

Nesse sentido, o NAPNE do Campus Socorro, em conjunto com a Assessoria Pedagógica (ASPED), tem buscado parcerias para auxiliar os estudantes e aqueles que, mesmo ainda não sendo estudantes, buscam o IFS para informações sobre os direitos à igualdade de oportunidades educacionais. Um exemplo disso é a parceria com a Central de interpretação de Libras (CIL), vinculada à Secretaria de Estado da Inclusão Social (Seidh), e que disponibiliza intérpretes especializados na Língua Brasileira de Sinais para atender gratuitamente a jovens surdos de Sergipe.

Na manhã desta segunda-feira, 23, o campus contou com a presença da intérprete da CIL, Ana Lúcia Oliveira, para traduzir em libras a comunicação entre os servidores e um jovem surdo que está inscrito no processo seletivo 2018/2. Nesse mesmo processo estão inscritos três surdos que farão as provas no dia 13 de maio, para o curso de Manutenção e Suporte em Informática.

Para a coordenadora do NAPNE, Giselle Fernanda Costa, a inclusão não é um favor, mas um direito que deve ser respeitado por todos. “Trata-se de um compromisso institucional que temos para com a comunidade acadêmica. Portanto, sempre que nos depararmos com estudantes com necessidades específicas, sejam de ordem física ou psicológica, tomaremos todas as providências necessárias para que estes se sintam acolhidos e respeitados nas suas necessidades”, ressaltou Giselle.

O atendimento da CIL é gratuito, de segunda a sexta-feira, das 07h45 às 17h45, com intervalo para o almoço das 12 às 14 horas, no Ceac da Rua do Turista e poderá ser presencial, virtual e “in loco”. Presencialmente, o atendimento será prestado no local onde funcionará a CIL. Por meio virtual, serão prestadas informações através do computador, em tempo real. O atendimento “in loco” é realizado em horário previamente agendado, para acompanhamento de pessoas surdas a bibliotecas, hospitais, delegacias, tribunais e outros locais de atendimento ao público. Mais informações podem ser obtidas através do 3222-9447.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página