Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Reitor dá boas-vindas a novos mestrandos do Minter IFS/UFPB
Início do conteúdo da página

Reitor dá boas-vindas a novos mestrandos do Minter IFS/UFPB

Criado: Terça, 20 de Setembro de 2016, 15h25 | Publicado: Quarta, 25 de Março de 2015, 09h37 | Última atualização em Terça, 20 de Setembro de 2016, 15h25
Foto 1 24-03-2015Na manhã da última quinta-feira, 19, o reitor do Instituto Federal de Sergipe (IFS), Ailton Ribeiro de Oliveira, esteve reunido com os novos alunos do Mestrado Interinstitucional (Minter) em Desenvolvimento e Meio Ambiente, realizado através de um convênio firmado entre o IFS e a Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Estiveram presentes, além dos aprovados na seleção, a pró-reitora de Pesquisa e Extensão, Ruth Sales, a diretora de Pesquisa e Inovação, Chirlaine Gonçalves, e o diretor de Pós-Graduação, José Espínola Júnior.
Foto 2 ok - Reitor do IFS Ailton Ribeiro de OliveiraNa ocasião, o reitor ressaltou que, para que sejam promovidas as mudanças de que o país necessita, é preciso investir em educação. "Além disso, estamos buscando quebrar paradigmas, pois poucas instituições criam oportunidades de qualificação não apenas para os docentes, mas também para técnicos. Isso porque entendemos o IFS como um sistema, formado por professores, alunos e técnicos administrativos", afirma.

Foto 3 ok - Ruth Sales pró-reitora de Pesquisa e ExtensãoA professora Ruth ressaltou que sem o apoio da atual gestão o Minter em convênio com a UFPB não poderia ser concretizado. "É importante lembrar que esse é um investimento do instituto na qualificação dos seus servidores, sempre pensando nos benefícios futuros para a instituição, como um todo", enfatiza a pró-reitora.

Iniciativa inovadora

Integrando a equipe do IFS há 28 anos, a professora e mais nova mestranda Célia Limeira acredita que o Minter é uma iniciativa inovadora. "Essa é uma oportunidade aberta não apenas para docentes, mas também para técnicos, não privilegiando apenas uma classe. Todos os alunos do mestrado estão buscando capacitação, ampliando seus conhecimentos e contribuindo para o desenvolvimento da instituição", diz.

O técnico administrativo Juliano Azuma, na instituição desde 2009, afirma que o seu ingresso no mestrado é a realização de um sonho. "Ele se tornou realidade graças ao empenho do IFS em qualificar seus servidores para que possamos oferecer um serviço de melhor qualidade à sociedade", ressalta.

Foto 4 ok - Célia Limeira Foto 5 ok - Juliano Azuma  Foto 6 ok - Valdir Padilha 

Lotado no Campus São Cristóvão, o servidor Valdir Padilha também parabenizou a iniciativa do Minter em convênio com a UFPB. "Eu nunca tinha visto em lugar nenhum uma oportunidade como essa, criada pela própria instituição para oferecer mestrado aos seus servidores. O IFS está de parabéns", declara ele.

Sonho realizado

Fladson Mendes, técnico administrativo lotado no Campus Lagarto, enfatiza, assim como Juliano, que o ingresso no mestrado é um sonho realizado. "Quero parabenizar a nossa instituição, que sempre priorizou e incentivou a qualificação dos seus servidores", assinala.

Tendo ingressado no IFS há menos de um ano, o professor Alysson Chagas, também do Campus Lagarto, endossou as palavras do colega Fladson. "O IFS está nos dando uma excelente oportunidade de capacitação, espero dar um retorno desse investimento em sala de aula. Estou muito feliz em fazer parte desse seleto grupo de aprovados no mestrado", destaca.

 Foto 7 ok - Fladson Mendes Foto 8 ok - Alysson Chagas  Foto 9 ok - Gláucia Mota 

Ex-aluna e, desde 2012, docente do Campus Aracaju, Gláucia Mota também não esconde a sua felicidade em estar entre os servidores selecionados no Minter. "Estou muito orgulhosa em fazer parte dessa história, como aluna, professora substituta, professora efetiva e agora mestranda. Considero o IFS como a minha segunda casa", afirma.

A seleção

O processo seletivo referente ao Minter em Desenvolvimento e Meio Ambiente foi composto de prova de língua estrangeira, análise do projeto, análise do currículo e entrevista individual. As entrevistas foram realizadas entre os dias 9 e 12 de março, com a participação da coordenadora do Prodema da UFPB, professora Cristina Crispim, como avaliadora.

Todo o processo de seleção foi coordenado pela equipe da Pró-Reitoria de Pesquisa e Extensão (Propex). Participaram da seleção 24 servidores, disputando 20 vagas, sendo aprovados 19. As aulas do mestrado devem ser iniciadas na próxima segunda-feira, 23.
registrado em:
Fim do conteúdo da página