Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > IFS alcança 1º lugar em edital nacional de Oficinas 4.0
Início do conteúdo da página
INCENTIVO

IFS alcança 1º lugar em edital nacional de Oficinas 4.0

Criado: Sexta, 13 de Novembro de 2020, 13h06 | Publicado: Sexta, 13 de Novembro de 2020, 13h06 | Última atualização em Sexta, 13 de Novembro de 2020, 13h15

capa oficinaProjetos aprovados no IFS serão destinados ao fomento do turismo local

Por: Monique de Sá

Foram no total 33 propostas de instituições da Rede Federal para implementação do programa de capacitação de estudantes, o “Oficinas 4.0”. Destas, apenas 15 foram aprovadas através de uma criteriosa seleção e o Instituto Federal de Sergipe (IFS) saiu na frente mais uma vez no edital nacional nº 02/2020 do Instituto Federal do Espírito Santos (IFES) e alcançou a 1ª colocação entre as propostas, o que garante à instituição R$ 216 mil em recursos financeiros para investimentos.

Entre os objetivos do edital está o de promover a imersão de estudantes da Rede Federal em atividades de formação e pesquisa aplicada, tendo como foco o desenvolvimento de habilidades e competências ligadas ao uso das tecnologias digitais e à inovação, demandadas pela Economia 4.0 - objeto principal do Programa. Além disso, outra pretensão é a de capacitar professores da Rede nessas metodologias e reforçar as atividades de ensino, pesquisa e extensão em âmbito institucional.

Frederico Chaves é assessor internacional do IFSFrederico Chaves, assessor internacional do IFS e um dos responsáveis pela proposta, explica que os recursos financeiros recebidos pela instituição deverão ser divididos em equipamentos (kits digitais), sendo destinado R$ 80 mil; material de consumo com investimento de R$ 20 mil e bolsas de pesquisa, com recursos de R$ 116 mil. No total, os R$ 216 mil garantidos através do edital do IFES.

“Os equipamentos serão incorporados à Diretoria de Inovação e Empreendedorismo (Dinove) para que atenda a toda comunidade do IFS, e em especial, ao Programa de Pós-graduação do Mestrado Profissional em Turismo (PPMTUR). Quanto às bolsas serão destinadas a atender alunos desse mestrado, da graduação em Gestão de Turismo, do curso técnico em Guia de Turismo (Campus Aracaju) e do técnico em Sistemas de Informação (Campus Socorro)”, justifica Frederico.

O Programa de Oficinas 4.0 será dividido em quatro projetos e cada um deles será coordenado por um professor. Além do assessor internacional do IFS, estão envolvidos na implementação e execução das oficinas: Adriano Ezequiel Silva, Mirela Carine Araújo, Jaime Barros e Augusto Andrade. Os projetos contarão ainda com o auxílio de estudantes da pós-graduação, dos cursos técnico e de graduação; e parceria do Instituto Banese (Museu da Gente Sergipana).

Conheça os projetos:

Os professores envolvidos no Programa já estão sendo capacitados nas metodologias das Oficinas 4.0, através de cursos ofertados pelo IFES. A previsão é que o IFS dê início a essas atividades para sua comunidade em janeiro do próximo ano. “Os alunos participarão de Oficinas 4.0 por meio da emissão de certificação de conclusão de curso de formação inicial ou continuada (FIC), referente ao
programa de oficinas indicado na proposta, e por meio da emissão de certificação de curso de extensão, relativo a cada uma das oficinas consideradas individualmente”, ressalta Frederico.

Plataforma Digital para um destino turístico inteligente em 360º
O projeto desenvolverá uma plataforma digital, do tipo web site adaptado, para divulgação de atrativos turísticos de forma inteligente inovadora, através de imagens e vídeos em 360º, em museus, ampliando a experiência turística dos turistas e visitantes; e em escolas, ampliando a experiência educacional turística 4.0.

Aplicativo de realidade turística virtual
O intuito deste projeto é desenvolver um aplicativo móvel de realidade virtual capaz de apresentar produtos turísticos de maneira inovadora ao turista.

Aprender a viajar – Educação turística 4.0
Demanda do Instituto Banese (Museu da Gente Sergipana), ele visa apresentar atrativos turísticos, por meio de vídeos e imagens em 360º, com a utilização de óculos 3D, sensibilizando turistas, visitantes e estudantes de escolas públicas que visitam o principal museu da capital sergipana.

Prospecção, registro e desenvolvimento de marca
O objetivo é prospectar o desenvolvimento e registrar uma marca de um aplicativo de realidade virtual turística.

1º lugar merecido

Disputar um edital nacional e concorrer com mais 32 instituições de peso não é uma tarefa fácil, por isso essa 1ª colocação reflete o compromisso institucional de preparo e orientação dos docentes para participação nesses editais externos.

“Mostra a expertise, o desempenho e o esforço dos professores em ofertar pesquisa, extensão e inovação associados à educação pública e de qualidade aos nossos alunos. Essa conquista coloca nossa instituição num patamar de destaque na Rede Federal de Educação, o que nos faz confiantes e cada vez mais comprometidos para o cumprimento da visão institucional de ser uma instituição de referência na Região Nordeste em educação profissional, científica e tecnológica”, conclui Frederico.

registrado em:
Fim do conteúdo da página