Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > IFS é medalha de ouro na Olimpíada de Matemática dos Institutos Federais (OMIF)
Início do conteúdo da página
RECONHECIMENTO

IFS é medalha de ouro na Olimpíada de Matemática dos Institutos Federais (OMIF)

Criado: Quinta, 26 de Novembro de 2020, 16h03 | Publicado: Quinta, 26 de Novembro de 2020, 16h03 | Última atualização em Quinta, 26 de Novembro de 2020, 16h25

Além do 1º lugar, o Instituto garantiu medalhas de prata, bronze e menções honrosas na olimpíada.

 

Dois campi do Instituto Federal de Sergipe (IFS) foram destaques na Olimpíada de Matemática dos Institutos Federais (OMIF), edição 2020. São eles: Campus Aracaju e Campus Lagarto. Ambos totalizaram 16 medalhas e 14 menções honrosas. Destas, são uma de ouro, uma de prata e duas de bronze para Aracaju e cinco de prata e sete de bronze para Lagarto. Devido à pandemia de Covid-19, a olimpíada passou por uma série de adaptações para que pudesse se adequar ao cenário atual e englobar um número máximo de participantes.

Este ano, a OMIF continuou com suas duas fases, mas apenas a 1ª ocorreu com uma prova on-line. A 2º foi realizada no último final de semana, entre os dias 20 e 22 de novembro, e trouxe uma programação especial para os participantes com palestras, minicursos, oficinas, atividades culturais – tudo isso de forma remota.

O conhecimento adquirido em sala de aula através de processo de ensino-aprendizagem, que envolve alunos e docentes, foi o combustível principal para o bom desempenho dos participantes do Campus Aracaju, onde foram inscritos 31 discentes dos cursos de nível médio integrado. Professores da Coordenação de Licenciatura em Matemática (Colima) junto aos seus alunos foram os responsáveis pelo êxito. A divulgação e todo o processo de inscrição dos participantes ficaram a cargo dos docentes Hélio Barbosa, Adalgisa Mendonça e Andréa Maria dos Santos.

“Esta foi uma grande surpresa, pois mesmo nesse momento de pandemia, tivemos alunos estimulados e que gostam de estudar Matemática. Eles se interessaram em participar da prova e levaram a sério. Foi muito positivo o resultado. Importante ressaltar que tivemos a ajuda do Grêmio estudantil e através de um grupo no Whats App, pudemos intensificar a divulgação da prova”, relata  Hélio.

 

Participação em peso

Foi em um contexto parecido com o do Campus Aracaju que os estudantes do Campus Lagarto participaram da OMIF 2020. Por conta da pandemia, não houve uma preparação em específico para a olimpíada, mas os 135 inscritos da unidade utilizaram os conhecimentos em Matemática adquiridos ao longo de suas vidas estudantis. O modo on-line também proporcionou uma maior intensificação da divulgação das provas. Através de plataformas virtuais e redes sociais, os alunos foram motivados a competir.

Professora Carla Priscila“Recebemos essa conquista com imensa alegria. Tinha receio da participação dos alunos, pois o tempo entre a inscrição/divulgação da prova e a realização da mesma foi muito curto. Por ser um Campus que atua no interior de Sergipe, também tinha receio quanto à aplicação online. Ainda assim, tivemos um alto número de inscritos. Fiquei feliz que eles aceitaram esse desafio e realizada com os resultados”, orgulha-se Carla Priscila Alves, professora de Matemática e uma das responsáveis pela organização e divulgação da OMIF.

Além de Carla, estiveram envolvidos neste processo os docentes: Italoelmo Feitosa e Maria Arlinda Castro, sendo esta responsável pela participação em massa dos 1° anos.

 

Apaixonados pela Matemática

Camille PortoA medalhista de ouro do IFS tem apenas 17 anos e se chama Camille Vitória Porto, estudante do Integrado em Química do Campus Aracaju. Desde pequena a Matemática sempre a instigou, tanto que seu sonho era ser professora da disciplina. Ela conta que depois que entrou para o Instituto pôde participar de algumas olimpíadas, o que acabou trazendo mais experiências e conhecimentos para além do que ela costumava ver em sala de aula.

“Desde criança, cada novo assunto na Matemática era um desafio e, mesmo que não o compreendesse a princípio, eu me esforçava para desvendá-lo. Hoje em dia, apesar de não dedicar tanto tempo a esta disciplina quanto acho que deveria, ainda sou encantada por esse infinito de saberes que descreve tão bem o universo”, relata a estudante sobre sua relação com a matéria de Exatas.

Sobre a OMIF, Camille revela que estava na expectativa por uma medalha, já que tinha feito uma boa prova. “Gostei bastante das questões. Achei que a prova refletiu muito bem o conceito de ‘A Matemática está em tudo’, mensagem que a OMIF busca trazer”, lembra a garota.

Otavio SantanaUm dos medalhistas de prata é o aluno da professora Arlinda Castro. O adolescente de 16 anos, Otávio Santana, garantiu a maior pontuação pelo Campus Lagarto. Estudante do 1º ano do curso técnico em Eletromecânica, ele revela que especificamente para a OMIF chegou a resolver questões de edições anteriores da Olimpíada para que pudesse ter familiaridade com a prova.

Otávio carrega uma boa bagagem quando o assunto é olimpíada do conhecimento, afinal o garoto já participou de algumas edições da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), garantindo medalhas de bronze nos anos de 2018 e 2019. “Durante o Ensino Fundamental, eu tive vários professores de Matemática e todos eles foram ótimos em ensinar a matéria e incentivar o estudo. Embora tenha entrado em contato com os professores do IFS Lagarto por um curto período, sinto que o ensino será de alta qualidade”, diz.

Eduardo HenriqueTambém do Campus Aracaju é o estudante do 2º ano do Integrado em Química, Eduardo Henrique Santa, 16 anos. Seu método de estudo envolveu videoaulas e resolução de questões relacionadas aos assuntos, alguns dos quais por estar no 2º ano, ele ainda não viu. Ele contou com um incentivo especial do professor Hélio, que estava sempre à disposição para ajudá-lo.

“Eu sempre gostei de Matemática e sempre tive ótimos professores, mas tenho um reconhecimento especial para meu professor deste ano, Hélio Barbosa, que além de explicar muito bem, sempre está à disposição dos alunos. Sempre que eu tinha dúvidas, ele tirava um tempinho para me ajudar, até mesmo de assuntos que ele não estava dando no momento”, elogia Eduardo.

Para conferir a lista completa de medalhistas e menções honrosas do IFS, acesse: https://omif.muz.ifsuldeminas.edu.br/ .

registrado em:
Fim do conteúdo da página