Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Estância > Estão abertas as inscrições para a 37ª Olimpíada Brasileira de Matemática
Início do conteúdo da página

Estão abertas as inscrições para a 37ª Olimpíada Brasileira de Matemática

Criado: Quinta, 12 de Janeiro de 2017, 10h36 | Publicado: Terça, 07 de Abril de 2015, 10h17 | Última atualização em Quinta, 12 de Janeiro de 2017, 10h36
OBMEstão abertas até o dia 31 de maio as inscrições para a 37ª Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM). A competição envolve a participação de professores e alunos das redes pública e privada de todo o país. As inscrições são gratuitas e deverão ser feitas unicamente pela instituição de ensino, que designou como coordenador responsável no Instituto Federal de Sergipe (IFS) – Campus Estância o gerente de ensino, Fernando Nascimento Santos.



Como em anos anteriores, serão quatro níveis de participação: alunos do 6º e 7º anos do Ensino Fundamental fazem a prova do nível 1; alunos do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental fazem a prova do nível 2; alunos do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio fazem a prova do nível 3, enquanto os estudantes de graduação participam do nível universitário, que terá início posteriormente.

Criada em 1979, a competição envolveu em 2014 mais de 564 mil estudantes e seus professores. Este ano a prova da primeira fase será realizada nas instituições cadastradas na sexta-feira, 12 de junho; a segunda fase, também realizada nessas instituições, ocorrerá na sexta-feira, 18 de setembro, e a terceira e última fase nos dias sábado (17) e domingo (18) de outubro, em locais a serem definidos. Como premiação, serão entregues medalhas de ouro, prata, bronze e certificados de menção honrosa. A divulgação dos resultados está prevista para dezembro.

“O Instituto Federal de Sergipe - Campus Estância incentiva nossos alunos a fazerem parte da 37° OBM, a maior olimpíada de matemática do mundo. E, desde já, deseja aos nossos alunos um bom desempenho na primeira fase da competição, que será aplicada de acordo com os níveis definidos pela organização, para que eles avancem para a segunda fase”, afirmou o gerente de ensino Fernando Nascimento Santos.

A OBM é um projeto aberto a estudantes de todas as instituições de ensino brasileiras, sejam públicas ou privadas, abrangendo o ensino fundamental, médio e universitário. De acordo com o Coordenador-Geral da OBM, professor Carlos Gustavo Moreira, a competição tem o objetivo não somente de promover a melhoria do ensino de Matemática nas instituições e detectar talentos para a pesquisa científica, como também de selecionar os estudantes que competirão representando o Brasil em olimpíadas internacionais do gênero.

Preparação

Com o objetivo de ajudar os estudantes e professores a se prepararem para as distintas fases da competição, a OBM disponibiliza material de estudo gratuito na sua página na internet, como a revista Eureka! além de vídeos com aulas preparatórias para a competição e um arquivo de provas de edições anteriores. Os estudantes que participam da OBM podem também inscrever-se no programa de Polos Olímpicos de treinamento Intensivo (POTI), que visa a preparação intensiva para competições de matemática.

Os medalhistas da OBM serão convidados a participar da 19ª Semana Olímpica , evento a ser realizado em janeiro de 2016, quando será realizada a cerimônia de premiação e se dará início ao processo de seleção de estudantes para as diversas olimpíadas internacionais de matemática das quais o país participa, como a Olimpíada Internacional de Matemática (IMO), Romanian Master in Mathematics, Olimpíada de Matemática do Cone Sul, Olimpíada de Matemática da Comunidade dos países de Língua Portuguesa, Olimpíada Ibero-americana de Matemática, Competição Internacional de Matemática para Estudantes Universitários e a Olimpíada Ibero-Americana Interuniversitária de Matemática, entre outras.

Sobre a OBM

A OBM é uma iniciativa conjunta do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (Impa) e da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e conta com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), da Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social (Secis), do Ministério de Educação (MEC) por intermédio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), da Academia Brasileira de Ciências (ABC) e do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Matemática (INCT-Mat).

Com informações da Ascom OBM
Fim do conteúdo da página