Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Estância > Campus Estância adere a campanhas nas áreas de saúde e cidadania
Início do conteúdo da página
CONSCIENTIZAÇÃO

Campus Estância adere a campanhas nas áreas de saúde e cidadania

Criado: Quarta, 04 de Outubro de 2017, 12h09 | Publicado: Quarta, 04 de Outubro de 2017, 12h09 | Última atualização em Quinta, 05 de Outubro de 2017, 09h37

Atividades de conscientização foram alusivas ao Setembro Amarelo e ao Setembro Azul, que tratam da prevenção ao suicídio e da inclusão dos deficientes. Este mês será comemorado o Outubro Rosa

WhatsApp Image 2017 10 04 at 11.57.55 1O Instituto Federal de Sergipe (IFS) – Campus Estância tem aderido a importantes campanhas nacionais e promovido uma séria de atividades de conscientização da comunidade acadêmica nas áreas de saúde, bem-estar e cidadania. Alguns exemplos recentes foram as programações alusivas ao Setembro Amarelo e ao Setembro Azul, que abordam, respectivamente, a prevenção ao suicídio e a inclusão da pessoa com deficiência.

Este mês, a Coordenadoria de Saúde Escolar (Cose) está organizando no campus palestras e stand com material educativo para comemorar o Outubro Rosa, que faz um alerta às mulheres e à sociedade como um todo sobre a necessidade da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama. A campanha, que iniciou nos EUA, acontece em todo o mundo e tem como símbolo o laço cor de rosa. Essa é a doença que mais mata mulheres no Brasil.

WhatsApp Image 2017 10 04 at 13.36.17Durante o mês de setembro, a Coordenadoria de Assistência Estudantil (Coae) promoveu rodas de conversa com os alunos dos cursos integrados, que contaram com a participação de psicólogos da rede municipal de Estância e do IFS. Os debates contribuíram para diminuir o preconceito e a desinformação em torno do suicídio, fortalecer os laços de solidariedade entre os estudantes e abrir um canal de diálogo para viabilizar ações preventivas.

O suicídio é um problema de saúde pública no Brasil e a sua ocorrência tem crescido entre os jovens. De acordo com os dados oficiais, 32 brasileiros se matam por dia: número maior do que a de vítimas de AIDS e da maioria dos tipos de câncer. O problema é considerado por especialistas um mal silencioso: normalmente se foge do assunto por medo ou desconhecimento e por isso poucas são as pessoas que vêm os sinais de que alguém próximo está com ideias suicidas. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nove em cada dez casos poderiam ser prevenidos.

A receptividade dos estudantes às rodas de conversa foi excelente. "As palestras foram muito esclarecedoras e nos ajudaram a entender melhor o que leva uma pessoa a se cuicidar e como podemos ajudar. Antes dessas conversas eu não tinha a compreensão que tenho hoje e sinto que estou mais preparado para lidar com essas situações", afirmou Rony Pereira Santos, 15 anos, do curso de Aquicultura.

Inclusão

WhatsApp Image 2017 10 04 at 11.57.49O Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Específicas (Napne) realizou um momento de sensibilização na área de vivência do campus para os estudantes dos cursos integrados. Na ocasião, a professora Aline Sá, coordenadora do Napne, falou sobre a importância deles buscarem os meios para se comunicar com os colegas surdos que acabaram de ingressar no IFS e realizou uma dinâmica para reforçar a conscientização sobre a necessidade de inclusão da pessoa com deficiência.

Cartaz acessibilidade Estncia 1Ao final, foi feito um convite para os estudantes participarem da formação básica em Libras (Lingua Brasileira de Sinais) que vem sendo ofertada desde o ano passado. A primeira leva de professores e as turmas onde estudam os alunos surdos estão concluindo o curso, que continuará disponível à comunidade acadêmica. Além da sensibilização, os três estudantes do campus com deficiência auditiva protagonizaram uma campanha de boas-vindas aos novos estudantes do integrado aprovados no último processo seletivo.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página