Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Glória > Na Câmara Municipal, alunos participam de assembleia sobre câncer de mama e feminicídio
Início do conteúdo da página
CIDADANIA

Na Câmara Municipal, alunos participam de assembleia sobre câncer de mama e feminicídio

Escrito por ANA CARLA ROCHA DE SOUZA CRUZ | Criado: Quinta, 05 de Abril de 2018, 09h59 | Publicado: Quinta, 05 de Abril de 2018, 09h59

câmara1A sessão plenária foi a última atividade da programação alusiva ao mês da mulher

Serão cerca de sessenta mil novos casos de câncer de mama este ano no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer, o INCA. É o câncer que mais mata mulheres no mundo. Mas, além da doença, outra causa tem tirado a vida de muitas mulheres no nosso país: o feminicídio. Segundo dados do mapa da violência (Cebela/Flacso), realizado em 2015, o Brasil está entre os países com maior índice de homicídios femininos, ocupando o quinto lugar no ranking de 83 nações. No país, Sergipe é o 8ª estado mais violento para as mulheres.  A preocupação com essa realidade - que pode ser ainda pior, pois os dados ainda são imprecisos - foi o que motivou a discussão realizada semana passada na Câmara Municipal de Nossa Senhora da Glória. Representantes de organizações e da Comissão do Direito da Mulheres na OAB/SE, vereadores, professores e alunos do IFS-Campus Glória estiveram em assembleia para tratar sobre esses dois importantes temas.

A participação dos alunos na sessão plenária encerrou a programação alusiva ao mês da mulher do Campus Glória. Após palestra sobre saúde e sexualidade feminina e oficina de Krav Magá, realizadas ao longo do mês de março, a professora de Geografia, Gardênia Alves, idealizadora das atividades, conta que o debate na assembleia arrematou com êxito a programação realizada.  “Como educadora, tenho o papel social de discutir esses temas tão relevantes. Espero ter plantado uma semente para contribuir com a formação cidadã desses adolescentes”, disse Gardênia Alves.  A professora contou ainda que sua principal motivação para ampliar a discussão e organizar as atividades foi um trabalho apresentado pelos alunos durante a sua aula, mostrando vídeo e depoimento de uma mãe cuja filha foi brutalmente assassinada pelo companheiro no município de Glória. Diante do fato, que teve grande repercussão na cidade, e aproveitando o contexto de discussões sobre as lutas das mulheres nos mais diversos espaços, a professora e demais profissionais da área de ensino do Campus montaram programação contemplando alguns dos temas mais relevantes sobre o assunto.

camara2A gerente de ensino, Roseane Santos, esteve presente e reafirmou a importância da participação no Campus Glória no encontro:  “A escola tem o papel de trazer essas temáticas para os alunos e fazer com que eles pensem a respeito dessa realidade e como ela pode ser modificada. A participação na assembleia também nos desperta para olhar com mais cuidado para as nossas alunas que podem, inclusive, serem vítimas dessa violência. Nós temos esse papel de informar, alertar e tentar modificar essa realidade”, salientou Roseane.

Para Paloma Farias, aluna do 2º ano do técnico em Agropecuária, a participação no encontro foi extremamente proveitosa, pois trouxe informações e dados importantes para a luta pela vida da mulher. “A assembleia reforçou a necessidade da prática de hábitos simples na prevenção ao câncer de mama, como o autoexame. E, com relação ao feminicídio, foi um alerta importante para identificarmos uma série de atitudes que caracterizam a violência contra mulher e, muitas vezes, passam despercebidas, levando a um fim trágico. Precisamos ser multiplicadores dessas informações para mudar essas realidades”, contou a aluna.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página