Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias DIAE > Campanha setembro amarelo chega ao Campus Aracaju nesta sexta, 29
Início do conteúdo da página
A VIDA VALE A PENA!

Campanha setembro amarelo chega ao Campus Aracaju nesta sexta, 29

Escrito por MARINEIDE BONFIM BASTOS | Criado: Quinta, 28 de Setembro de 2017, 11h03 | Publicado: Quinta, 28 de Setembro de 2017, 11h03 | Última atualização em Quarta, 13 de Dezembro de 2017, 11h49

Ação de conscientização a prevenção tem o objetivo de alertar a comunidade acadêmica a respeito da realidade do suicídio

setembro amarelo 3O mês está terminando e não poderia passar em branco porque setembro é amarelo. A campanha da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e do Conselho Federal de Medicina (CFM), que acontece desde 2014 no Brasil, abre discussão no Campus Aracaju do Instituto Federal de Sergipe para o tema do suicídio, um problema de saúde pública, cujos números atuais são de 32 brasileiros mortos por dia, taxa superior às vítimas de AIDS e da maioria dos tipos de câncer. A ação acontece nessa sexta-feira, 29, às 11h30, no pavilhão de convivência Leyda Regis.

O evento é gratuito e aberto para a comunidade acadêmica- alunos, professores, técnicos-administrativos e colaboradores. Para participar, basta comparecer no horário e local. Será exibido um vídeo sobre prevenção de suicídio e, em seguida, acontecerá uma roda de conversa para debater o tema. Serão distribuídos, simbolicamente, broches da campanha ao final da ação.

A atividade é organizada pela Coordenadoria de Assistência Estudantil do Campus Aracaju com a setembro amarelo 1participação das psicólogas Carla Cristina Storino, da Diretoria de Assistência Estudantil -DIAE e Karen Gomes Leite da CAE, além dos estagiários Jhon Lennon Aragão e Cyslaine Dias da Faculdade Pio Décimo.

O Objetivo deste evento é contribuir para a divulgação da campanha Setembro Amarelo, ao chamar a atenção para a saúde mental, atuando preventivamente no combate ao suicídio, além de criar uma rede de apoio no Instituto Federal de Sergipe, com divulgação de serviços e conversa sobre a temática.

“Por ser um mal silencioso, é importante falar sobre esse assunto, informar as pessoas e buscar criar redes de apoio, com a divulgação de informação e de reflexão sobre o tema”, afirma a psicóloga Karen Gomes. Ela lembra que a comunidade pode participar desta campanha de diversas maneiras: assistindo ou debatendo sobre o vídeo, contribuindo com mensagens ou atuando como multiplicador após esta ação inicial.

A proposta é esclarecer dúvidas sobre o suicídio, o que pode levar a essa atitude, alguns comportamentos que podem sinalizar a iminência do ato suicida e como podemos ajudar pessoas que estejam passando por dificuldades, no intuito de tentar evitar esse ato extremo de atentado contra a própria vida.

Fim do conteúdo da página