Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Alunos do IFS Campus Lagarto visitam comunidade Quilombola Sítio, em Simão Dias
Início do conteúdo da página
CULTURA E HISTÓRIA

Alunos do IFS Campus Lagarto visitam comunidade Quilombola Sítio, em Simão Dias

Criado: Sexta, 20 de Mai de 2022, 18h45 | Publicado: Sexta, 20 de Mai de 2022, 18h45 | Última atualização em Sexta, 20 de Mai de 2022, 18h53

Iniciativa faz parte da metodologia ativa da disciplina de história do curso integrado de rede de computadores

Quilombola 1Estudantes dos 2º anos do Curso integrado de Rede de Computadores do Instituto Federal de Sergipe, Campus Lagarto, realizaram visita técnica à Comunidade Quilombola Sítio, no Povoado Sítio Alta, em Simão Dias. A iniciativa fez parte da disciplina de História ministrada pela professora Drª Mariana Barreto, na tarde da última quarta-feira (18).

 Para que a visita fosse realizada, os alunos desenvolveram, ainda na sala de aula, diversas atividades a exemplo de debates sobre questões quilombolas, levantamento histórico, apresentação de vídeos educativos, elaboração de quiz, caça palavras e poemas, entre outras.

 Quilombola 3A professora Mariana Barreto acredita que a sala de aula deve ser ativa e repleta de ações para incentivar o aluno a colocar em prática o protagonismo. “A visita proposta na Comunidade Quilombola, do povoado Sítio Alto, foi de extrema importância. O debate com os alunos sobre a questão quilombola também, pois é uma pauta que não pode estar ausente e nem invisível, já que faz parte da nossa formação histórica”, comentou.


Quilombola 4Para ela, essas atividades são essenciais para a construção de conhecimentos práticos que beneficiam a comunidade acadêmica. “Sem dúvida, a ideia de produzir vídeos educacionais foi de extrema importância, pois são linguagens utilizadas na sala de aula que o professor pode usar para salvaguardar a memória das comunidades quilombolas. E o Sítio Alto constitui um celeiro de histórias para serem contatas e requer ajuda, principalmente, no que se refere à luta pelo direito as terras e a valorização histórica e cultural”, explicou.

QuilombolaMilena Dall Agnol, uma das estudantes que participaram da visita, disse que teve uma experiência muito gratificante com a visita técnica a comunidade quilombola. “Conheci Dona Finha que acolheu muito bem a gente, além de ter conhecido várias ervas medicinais que não tinha conhecimento; uma visita técnica cheia de aprendizagem”, afirmou.

 Já o aluno Gilmar Damasceno, destacou que a iniciativa foi importante para a aprendizagem de novas culturas. “Foi incrível ir até esta comunidade quilombola! A líder conhecida como Dona Finha recebeu a todos muito bem, nos contou sua história e desafios. Todos da comunidade foram muito atenciosos, mostraram um pouco da sua cultura através do canto e outros”, finalizou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página