Essa pagina depende do javascript para abrir, favor habilitar o javascript do seu browser!
Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Itabaiana > Equipe de robótica do IFS obtém melhor colocação de Sergipe em olimpíada
Início do conteúdo da página

Equipe de robótica do IFS obtém melhor colocação de Sergipe em olimpíada

Criado: Quarta, 11 de Janeiro de 2017, 17h46 | Publicado: Sexta, 21 de Outubro de 2016, 08h34 | Última atualização em Quarta, 11 de Janeiro de 2017, 17h46
siteA Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) é uma das principais competições científicas do país e atrai, todos os anos, milhares de alunos interessados em programação de artefatos automatizados. Nesta edição, que foi realizada entre os dias 9 e 12 de outubro em Recife, o Instituto Federal de Sergipe (IFS) esteve presente com a equipe OBRITA2016, que é composta por alunos e professor do Campus Itabaiana. O grupo conseguiu o melhor resultado de Sergipe no torneio.
 
 
A OBR 2016, na modalidade prática, bateu recorde de participação: foram 2.968 equipes dos 26 Estados e do Distrito Federal, o que representou 10.603 participantes. Para a Etapa Nacional, participaram 48 equipes de todo o país - Sergipe foi representado pelo IFS e por uma instituição privada de ensino. A competição faz uso da temática da robótica para estimular os estudantes de ensino fundamental, médio e técnico às carreiras científico-tecnológicas, além de identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro.
 
Alto nível
 
A equipe OBRITA2016 é formada pelos alunos John Kennedy, Antonio Frauzo, José Roger Vieira e José Augusto de Oliveira Neto, todos do curso integrado em Manutenção e Suporte em Informática, e está sob a coordenação do professor Paulo Pereira Lima, responsável pela disciplina de eletrônica. O grupo explica que a participação na etapa nacional da OBR representa um grande desafio em virtude do alto nível dos competidores.
 
“Foi uma experiência mais intensa do que a etapa estadual. Ao chegarmos lá, verificamos que tinham 48 equipes com estrutura grandiosa. Foi nossa primeira participação em um evento de robótica desta natureza, então foi muito conhecimento e aprendizado. Com a experiência adquirida, vamos nos preparar para a OBR 2017 e tenho certeza que faremos uma boa participação”, afirma John Kennedy, capitão da equipe.
registrado em: ,
Fim do conteúdo da página