Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Itabaiana > Oficinas orientam servidores sobre planejamento estratégico e mapeamento de riscos
Início do conteúdo da página
GESTÃO

Oficinas orientam servidores sobre planejamento estratégico e mapeamento de riscos

Publicado: Sexta, 10 de Novembro de 2017, 11h00

Ações buscaram, entre outros objetivos, definir a identidade estratégica do Campus Itabaiana

sim1Na última quarta-feira, 8, foi realizada, no Instituto Federal de Sergipe - Campus Itabaiana, a I Oficina de Planejamento Estratégico e Mapeamento de Riscos, que visou discutir os temas de acordo com legislações mais atuais, bem como construir o mapa estratégico da sede e orientar as gerências e coordenações sobre a elaboração do plano de desenvolvimento anual para 2018.

Para o desenvolvimento da atividade, foram utilizadas metodologias participativas que promoveram a integração e a colaboração dos participantes na construção dos resultados finais da oficina, possibilitando a análise e a formatação de três elementos estratégicos para o Campus Itabaiana: missão, visão e valores. A ação foi coordenada por Carla Cristina Valois Xavier, coordenadora de planejamento do campus, e teve como mediadoras as servidoras Juciana Karla, da Coordenação de Planejamento, e Maria Alvina, do Departamento de Gestão de Riscos, ambos setores vinculados à Pró-reitoria de Desenvolvimento Institucional (Prodin).

sim2Na parte da tarde, os participantes pensaram acerca do mapeamento de riscos vinculados às áreas de contratação e de ensino. Com a entrega do campus novo e a mudança para a nova sede, a oficina representou um importante momento para discutir as ações futuras do Campus Itabaiana e também possibilitar a integração dos servidores. Além disso, o encontro ajudou a mostrar o caminho para a definição de uma identidade estratégica para a unidade, que permeará as atividades nos próximos quatro anos.

O diretor do Campus Itabaiana, José Rocha Filho, enfatizou a importância da atividade e os valores que foram reforçados por meio da oficina. “Necessitamos de momentos assim, nos quais as pessoas, ao participarem e opinarem, se sintam parte do processo e corresponsáveis pela construção do planejamento. Isso é sinônimo de transparência e participação democrática”, destaca.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página