Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Itabaiana > Laboratório busca aproximação com bairros da periferia através de ações solidárias
Início do conteúdo da página
SOCIAL

Laboratório busca aproximação com bairros da periferia através de ações solidárias

Publicado: Segunda, 30 de Julho de 2018, 15h55

2Nova edição do projeto incluiu moradores do bairro São Cristóvão nas atividades realizadas por estudantes

O Laboratório Acadêmico-Profissional de Artes e Tecnologias para o Trabalho (Lapattra), do Instituto Federal de Sergipe (IFS), nasceu através de uma pesquisa social sobre educação inclusiva aplicada com os trabalhadores das periferias de Itabaiana. O foco principal do projeto é o de desenvolver ações de sustentabilidade em seu entorno e incentivar nos estudantes o espírito solidário. E foi exatamente o que aconteceu no último dia 26 de julho, quinta-feira. Alunos do curso integrado em Agronegócio visitaram famílias do bairro São Cristóvão, que fica no entorno do Campus Itabaiana, para fortalecer os laços com a comunidade e realizar trabalhos socioeducativos.

1Simplicidade e dignidade foram alguns dos predicados escolhidos pela moradora do bairro São Cristóvão, Gilvanete de Jesus Santos, para descrever a ação dos estudantes. Ela revela que os moradores entendem a chegada do Campus Itabaiana como incentivo ao desenvolvimento do bairro através da valorização imobiliária e da perspectiva de mudança do contexto social. “Muitas pessoas veem nossa comunidade com maus olhos e o projeto mostrou que somos pessoas direitas e trabalhadoras”, afirma.

As atuações em nome do Lapattra direcionam os alunos para o cumprimento de atividades socioeducativas, como foi o caso de Isabella Cortês, que contribuiu com a ação realizando uma aula de Marketing Social na comunidade. “A visita nos ensina que existem várias formas de ajudar ao próximo. Me sinto renovada a cada atividade feita através desse projeto”, enfatiza. O projeto inclusive deu origem ao livro “Um ano de Lapattra: Ensino-aprendizagem para o trabalho”, que foi apresentado na bienal do livro de Itabaiana, em 2017.

O projeto

O Lapattra foi criado há dois anos pela docente Diana Amado, do Campus Itabaiana, para aproximar a comunidade e incentivar a humanização dos discentes dentro de um contexto social e sustentável. As ações promovidas têm o intuito de levar conhecimento para os moradores e envolver os alunos em ato de solidariedades. Desde a sua criação, já foram feitas palestras na escola municipal do bairro, arborização da avenida principal, elaboração de um modelo de eco-ponto (sobre reciclagem de eletrônicos), elaboração de um modelo de Logística Sócio-Humanitária e estudos de projetos sustentáveis – que está previsto para divulgação ainda neste ano.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página