Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Itabaiana > Oficinas sobre descarte dos lixos eletrônico e orgânico buscam conscientizar jovens
Início do conteúdo da página
MEIO AMBIENTE

Oficinas sobre descarte dos lixos eletrônico e orgânico buscam conscientizar jovens

Escrito por GERALDO BULHOES BITTENCOURT FILHO | Criado: Sexta, 07 de Junho de 2019, 11h00

Links relacionados:

AprigioIniciativas buscaram relacionar as temáticas com os cursos ofertados no Campus Itabaiana e aconteceram em virtude da comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente

Números de 2014 da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos revelam que 46% dos materiais mais descartados pertencem à linha verde, como computadores, acessórios de informática e telefones. Em seguida, com cerca de 20%, estão resíduos da linha marrom, como televisores, som e vídeo. Ciente de que nem sempre o destino dos produtos é o mais adequado, o Instituto Federal de Sergipe – Campus Itabaiana aproveitou a passagem do Dia Mundial do Meio Ambiente, no dia 5 de junho, e realizou uma série de palestras e oficinas que buscaram conscientizar a comunidade sobre as formas corretas de descartar materiais eletrônicos e orgânicos.

Uma das palestras mais aguardadas foi a que tratou sobre os impactos do descarte inadequado do lixo eletrônico para o meio ambiente, a qual foi ministrada por José Aprígio Carneiro Neto. Embora seja docente dos cursos de Manutenção e Suporte em Informática e Ciência da Computação do Campus Itabaiana, a sua explanação também atraiu alunos dos cursos de Agronegócio e Logística, bem como servidores da instituição. “Precisamos refletir sobre o descarte do lixo e da contaminação do ambiente e apresentar atividades que possibilitam o reaproveitamento e técnicas de sustentabilidade”.

Orgânicos  

Você já pensou em utilizar aquele óleo de cozinha que já ajudou no processo de fritura de alimentos e cujo único destino possível parecia ser a lata de lixo para fazer sabonetes ecológicos? A resposta mais provável é não. Mas Wendell Menezes Ferreira, professor de Química, mostrou é possível dar um bom uso ao resíduo. Apesar de surpreendente, o processo não é complexo: tudo começa com a inclusão de água em um recipiente. Após isso, deve-se adicionar hidróxido de sódio e mexer com movimentos circulares até dissolvê-lo. Em seguida, adiciona-se o óleo de cozinha usado e mistura todos os elementos com uma colher por 10 minutos. Para finalizar, é necessário incluir, separadamente, polvilho, detergente e amaciante – mexendo os ingredientes até diluir.

Oficina ReciclagemO evento em homenagem ao Dia Mundial do Meio Ambiente fechou com a oficina sobre técnicas de produção de mudas, a qual teve Christtianno de Lima Rollemberg, professor da disciplina Agricultura Orgânica, Tecnologia e Sustentabilidade Agrícola e Extensão Rural, como facilitador. A explanação teve como foco apresentar aos alunos dos cursos integrado e subsequente em Agronegócio as técnicas de compostagem para produção de mudas. Esse método ajuda a reduzir a quantidade de resíduos produzidos nas produções agrícolas e a diminuir a poluição ambiental. Por fim, os discentes também tiveram acesso a explicações sobre o processo de reciclagem com a docente de sociologia Aline Alves Ferreira Lima.

De acordo com Sheyla Alves Rodrigues, professora de Biologia do Campus Itabaiana e membro da Comissão organizadora do evento, o dia 5 de junho foi uma data escolhida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para difundir a importância e os impactos das ações humanas sobre o meio ambiente. “Nossa iniciativa teve como objetivo estimular a reflexão dos estudantes sobre o impacto das novas tecnologias sobre o ambiente, além do desenvolvimento de atividades sustentáveis através das oficinas”, resume Sheyla.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página