Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias DTI > Pesquisa do TCU sobre Governança de TI coloca IFS na 8º colocação entre 106 instituições
Início do conteúdo da página
RECONHECIMENTO

Pesquisa do TCU sobre Governança de TI coloca IFS na 8º colocação entre 106 instituições

Escrito por MANUELA IRIS DOS SANTOS | Criado: Sexta, 20 de Abril de 2018, 18h25 | Publicado: Segunda, 12 de Junho de 2017, 18h24 | Última atualização em Segunda, 07 de Maio de 2018, 15h53

Ao todo, 368 instituições brasileiras responderam ao questionário enviado pelo órgão

DTI EntradaO Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou, no início do mês de maio, uma análise do índice de governança de Tecnologia da Informação (iGovTI2016) na Administração Pública Federal. A compilação dos dados obtidos no levantamento estabeleceu uma média com variação entre 0 e 1, sendo verificado que 14% das organizações estão com iGovTI2016 inferior a 0,30. O Instituto Federal de Sergipe (IFS) obteve média geral de 0,63, superior à da maioria das instituições analisadas.

Ao todo, 368 instituições brasileiras responderam ao questionário enviado pelo órgão, e foram avaliados liderança da alta administração, estratégias e planos, informações, pessoas, processos e resultados. O IFS ficou com a 8ª colocação, entre as 106 instituições de ensino avaliadas; 36ª entre as 225 do segmento EXE-Sisp, que abrange as instituições que integram o Sistema de Administração dos Recursos de Informação e Informática; e 87ª entre todas as 368 organizações avaliadas.

Fernando 1Fernando Lucas de Oliveira, diretor de TI do IFS, comemora o bom desempenho do IFS na implementação de ações de Governança de TI. “Nossa média está acima de todos os tipos de organização, exceto bancos e Ministério Público, e estamos bem próximo da média deles. Poderíamos ter ficado bem melhor colocados, porque utilizamos os investimentos de 2016 para concluir todos os projetos adiados em 2015”, declara.

Segundo Manuela Iris, coordenadora do setor de Governança de TI do IFS, atendendo às recomendações da Auditoria Interna do IFS, o levantamento de GovTI de 2012 foi utilizado como referência para o planejamento das ações de TI, objetivando a implantação das práticas de governança recomendadas pelo TCU. “O engajamento dos servidores de TI nos grupos de trabalho criados para implantação dessas práticas e o apoio da alta administração foram decisivos para sairmos do iGovTI 0,28, em 2012, para 0,63, em 2016”, assegura.

Governança de TI

De acordo com o TCU, a governança no setor público compreende essencialmente os mecanismos de liderança, estratégia e controle postos em prática para avaliar, direcionar e monitorar a atuação da gestão, com vistas à condução de políticas públicas e à prestação de serviços de interesse da sociedade. A governança fornece direcionamento, monitora, supervisiona e avalia a atuação da gestão, com vistas ao atendimento das necessidades e expectativas das partes interessadas.

A governança de TI consiste no estabelecimento de um conjunto de mecanismos com o objetivo de assegurar que o uso da tecnologia agregue valor ao negócio, com riscos e custos aceitáveis. Desse modo, a adoção das práticas de governança de TI na Administração Pública Federal pode assegurar a correta aplicação de recursos, promover a proteção de informações críticas e contribuir para que as organizações públicas atinjam seus objetivos institucionais.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página